EASY Internacional: Portuguese


EASY: Interface para Mediar as Interações dos Deficientes Visuais com o Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle


Introdução

A presença cada vez mais intensa dos recursos computacionais na sociedade contemporânea faz da informática e da telemática elementos importantes no processo de inclusão social do indivíduo. Assim, concebe-se a tecnologia como um elemento que pode promover a inclusão. É nesse contexto que a presente dissertação buscou três objetivos. O primeiro consistiu em desenvolver uma tecnologia em coerência com o conceito do desenho universal, possibilitando a interação dos limitados visuais com os ambientes virtuais de aprendizagem. O segundo objetivo foi possibilitar a criação de novos espaços para a formação profissional dos não videntes, através da participação em cursos a distância. E, por último, criar novos canais de comunicação e acessibilidade, contribuindo para a integração social e independência dos não videntes. Na definição do processo metodológico para o desenvolvimento da pesquisa, foram utilizadas técnicas exploratórias e de observação dos indivíduos na interação com a ferramenta EASY, com o objetivo de alcançar os resultados anteriormente mencionados; dentre eles, pode-se destacar a construção de um software baseado nos padrões de acessibilidade, que tem como característica principal prover facilidade de acesso ao conteúdo dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA). É dentro dessa perspectiva, que foi realizada a pesquisa de mestrado em Modelagem Computacional de André Rezende, Do Ábaco ao EASY: Mediando Novas Formas de Aprendizado do Deficiente Visual, que desenvolveu a ferramenta EASY, que se constitui em uma interface com o ambiente de Educação a Distância Moodle.


Porque utilizar o EASY?

No decorrer da pesquisa foi constatado que as interfaces (páginas) responsáveis pela exibição do conteúdo existente nos ambientes virtuais de aprendizagem não seguem as diretrizes de acessibilidade (WCAG), portanto, restringem o acesso dos deficientes visuais, mesmo com a utilização de softwares especiais, capazes de capturar as informações na tela do computador e enviar em forma de áudio para as caixas de som, os chamados leitores de tela. Desta maneira o EASY servirá como mediador entre o não vidente e o ambiente virtual de aprendizado, promovendo a criação de um espaço para formação profissional e intelectual dos limitados visuais que não esbarrem nas barreiras de tempo e espaço.


Como funciona o EASY?

O objetivo do software é extrair o conteúdo existente no ambiente virtual e apresentar para o deficiente visual num formato entendível. Para tanto, o EASY segue as diretrizes de acessibilidade (WCAG). Esse padrão possibilita a melhor estruturação da informação para que o leitor de tela capture e transmita em forma de áudio. A diferença básica entre a forma usual de utilização do Moodle e a alternativa com o EASY é que na habitual, o leitor de tela interage com as interfaces desenvolvidas em PHP do próprio ambiente. Estas páginas não seguem as diretrizes de acessibilidade, dessa maneira, os dados serão "lidos" para os deficientes visuais de forma desconexa. Já o EASY acessa as mesmas informações contidas no repositório de dados do Moodle, porém, difere da arquitetura anterior pelo fato de apresentar as informações extraídas aplicando os padrões WCAG, o que torna o dado mais bem estruturado para os leitores de tela e, conseqüentemente, uma informação melhor elaborada para o indivíduo com restrições visuais. A figura a seguir apresenta a solução computacional descrita anteriormente.


A figura aprensenta a maneira usual de acesso ao Moodle e a forma utilizada pelo software EASY para extrair as informações


Elementos da solução EASY

O EASY é composto por um conjunto de elementos que devem trabalhar em conjunto para que a solução funcione a contento, a seguir a lista dos componentes :

Assim, os interessados no projeto devem enviar um e-mail para: alrezende@hotmail.com


André Rezende